Internet e Geografia

Internet e Geografia

Internet e geografia : April 29, 2004

A distribuição da internet no mundo.

Internet e Geografia

Um mapa que cartografa a densidade de routers, obtido utilizando a NetGeo tool para identificar a localização de 228,265 routers. Esforço cartográfico desenvolvido por Govindan e Tangmunarunkit.
O segundo mapa cartografa a densidade populacional baseada nos dados polulacionais CIESIN.

Os mapas e explicação foram retirados de Modeling the Internet’s Large-Scale Topology de Soon-Hyung Yook, Hawoong Jeong, Albert-Laszlo Barabasi. Department of Physics, University of Notre Dame, Notre Dame, IN 46556, USA.

Os autores argumentam que a performance dos protocolos[da internet] é influenciada em grande parte pela topologia da rede. Assim é importante a construção de modelos precisos da internet de modo a testar novos protocolos. Este paper descreve as descobertas relacionadas com uma macro-estrutura da internet. Documenta várias descobertas sigificativas que contradizem os modelos existentes:

> A distribuição dos nódulos da internet é fractal e fortemente relacionada com a distribuição fractal da humanidade. No passado essa distribuição pensava-se aleatória.
> A probabilidade de dois nódulos estabelecerem ligação [link] entre si cai na proporção da distância entre ambos. Em muitos modelos existentes, esta probabilidade decrescia exponencialmente à medida que a distância entre nódulos aumentava.
>”Preferential attachment” é o nome dado ao processo pelo qual se pensava que redes de escala livre cresciam. Assume que a probabilidade de um nódulo em ligar-se a outro está relacionada com o número de links que o último já possui.

Os autores descrevem em seguida um modelo matemático concebido a partir destas descobertas, concluindo que os modelos de internet existentes possuem um valor limitado.

O que escapa na totalidade aos autores é o lado económico da questão. Os gráficos mostram claramente que a internet está relacionada com densidade populacional, mas acho que a sua distribuição está muito mais relacionada com a densidade de riqueza. Se fosse criado um mapa que cartografasse o PIB per capita, este aproximar-se-ia certamente mais do mapa que cartografa os routers do que o mapa de densidade populacional. Utilizar esta perspectiva ligaria o crescimento da internet à economia gerando consequentemente um melhor modelo.

[via John Harris]

Por Kwame /Permalink

%d bloggers like this: